segunda-feira, 21 de novembro de 2016

Eu queria ter entrado antes, mas só hoje tive um motivo bem maior que me fizesse aparecer por aqui. Preciso mostrar algo que me trouxe uma palpitação bem aqui do lado esquerdo do peito.
Nãi sei se devo chamar de rima ou poesia, mas o importante mesmo é que não da pra descrever o quanto eu tô gostando de tudo isso.

"Menina, ce me inspira a escrever
A minha poesia mais foda eu to guardando pra você
Em meio à tanta guerra, teu sorriso é o refúgio
Abstinência da alma, da tua essência eu faço uso
Mil foto tua salva,  eu me apaixono memo fia
Ta tudo muito rápido, eu tinha que por na rima
Eu gosto dos teus gostos, se for ver é meio loca
E eu sou loco, nem aí, ocê me mata com essa boca
Ce deu conta e muito fácil de me despertar mil fita
Jabuka é feia mas ce deixa a city muito mais bonita
E se tu chama, eu nem penso e só corro
Pros dias q só escuto o que não quero a tua voz é o socorro
Olhar demais pra você, ja aciona o alarme
Eu tenho tantos planos, só falta ce dá start
E não é papo de melosidade tipo retart
Essas linha é tudo minha, mas foi você que deu o charme
Você é foda! E o meu amor é todo seu
Essa letra fui eu que fiz, a minha alma que escreveu
O que eu tenho pra falar não vai acabar agora fia
Aliás, ce me matou de saudade nos últimos dias
Estranho falar disso sendo q nunca tivemo perto
Mas eu te sinto tão aqui que eu ja sei que tô certo
Eu não vou te negar que eu quero o contato físico
O mais importante ja é nosso, se chama contato místico
Vem pra cá qualquer dia, que te apresento a minha família
A minha irmã vai te adorar, cê vai querer ter uma filha
E comigo (hahaha), nós vamo longe
Só a tua voz me dá a tranquilidade de um monge
E eu não sei a hora que eu ja posso terminar
Me encontrei no love song e tenho assunto pra rimar
Daqui pra onde for, ce me inspira até freestyle
Ce faz minha mente funcionar, solto até rima em braile
Com ela eu fecho tudo, uma mansão ou na favela
Meu coração ja tem nome
O nome dele é Rafaela"

terça-feira, 8 de novembro de 2016

Boa noite, estou escrevendo do busão, e provavelmente postarei de madrugada ou só amanhã. 

Faz uns dois ou três dias que me sinto meio pra baixo, e preciso falar sobre isso, pra que assim eu melhore. 
Sabe quando a gente sente saudade de alguém que nunca nos pertenceu? Então!
Tem uma pessoa que eu havia conhecido no começo do ano, só que as coisas não correram muito bem, a pessoa me atraia, mas parecia ser meia perdida. 


A questão é que eu reconheci essa pessoa ha um tempinho atrás, com todas as cartas na mesa, todas os pensamentos concretos, e todas as duvidas esclarecidas. E eu não me senti atraída somente pelo rostinho bonito, e o bom cortejo. Nós tivemos conversas que pareciam ser infinitas, com bons assuntos, e um pouco de sentimento. Eu acabei sentindo atração outra vez. O ruim é que, depois dessas conversas, e toda a agitação, tudo se acalma demais, e não trocamos mais nem uma palavra, nem like, nem sorriso, nem nada. 
É tão estranho passar perto de alguem por quem temos interesse, e não acontecer nem uma troca de olhares. 
Não é amor. 
O mínimo que eu queria era que ele entrasse na minha, e que algo muito bom ou insano rolasse entre a gente. 
Eu tenho me sentido pra baixo por conta disso. Não é que eu esteja tão carente assim. Mas é que essa pessoa despertou meu interesse, chegando e fazendo uma grande movimentação dentro de mim, e depois de una hora pra outra eu me senti tão quieta como um deserto. 
Eu não vejo a hora de conseguir ignorar isso por completo, porque quero fechar esse semestre com boas notas, então preciso me sair bem nas provas da semana que vem.
Uma solução rápida e facil pra isso seria que esse maldito crush caísse logo nos meus braços e grudasse logo no meu corpo, maaaaaaaasss, preciso aceitar que não é sempre que consigo o que quero. 
Amanhã preciso pegar firme nos trabalhos, porque não vejo a hora que esse semestre acabe.

Já estou quase chegando em casa, então vou parar por aqui. 
Em breve eu volto, porque algo me diz que vou precisar desabafar  outra vez.
Bom dia, antes de fazer login no blogger eu já tinha escolhido sobre o que iria escrever, mas aí vi que haviam dois comentários novos, e fiquei tão feliz que as palavras que estavam planejadas acabaram fugindo. É muito gratificante, e muito importante pra mim, ver que meus textos não só me representam. Quando aparece algum comentário assim, me dá uma vontade imensa de agradecer, e de continuar escrevendo. 
Mesmo que não houvessem comentários eu teria que continuar escrevendo, mas é bem melhor escrever quando uma outra pessoa ajuda de alguma forma.
Vou tentar escrever o que tinha planejado ainda essa semana, porque preciso me expressar sobre o que anda acontecendo. Alias, sobre o que anda acontecendo fui em uma festa esse fds, e só digo uma coisa: Queeero maaais!!! hahahahaha 
Na verdade essa festa era tudo o que eu estava precisando. Foi uma pequena dose de insanidade que eu não recebia há algum tempo.
Mas enfim, tenho que sair agora por que ainda preciso estudar pra prova de hoje, falando nisso, semana que vem entro em semanas de prova, então é provável que eu volte depois das provas, pra contar como foi.
Hoje e um dia especial.
Todos os meus dias se tornaram especiais graças a vocês.
Eu tenho que agradecer infinitamente por ter tido a sorte de ter pais como vocês. A minha vida toda eu aprendi muito com vocês, e tenho certeza de que vocês também aprenderam muitas coisas comigo. Todas as nossas experiencias, boas e ruiins, serviram de base e incentivo pra que nossas relações chegasse a ser como é hoje. Por mais que eu tenha me tornado uma garotinha moderna, decidida e um pouco independente, é muito importante lembrar que vocês sempre serão meus pais, vou sempre ama-los e respeita-los a qualquer custo, pois sei que também sou amada e respeitada por vocês.
Muito obrigada por me ensinarem a lutar e batalhar na vida, e por me fazerem rir todos os dias.
As vezes eu me preocupo com vocês da mesma maneira que se preocupam comigo. Tem horas que eu até acho que me envolvo muito em alguns assuntos, mas gosto de saber que vocês contam comigo pra ajudar, e tomar decisões.
Só quero que saibam que eu não escolheria qualquer outra vida se não tivesse vocês.
Pai Mãe