segunda-feira, 21 de novembro de 2016

Eu queria ter entrado antes, mas só hoje tive um motivo bem maior que me fizesse aparecer por aqui. Preciso mostrar algo que me trouxe uma palpitação bem aqui do lado esquerdo do peito.
Nãi sei se devo chamar de rima ou poesia, mas o importante mesmo é que não da pra descrever o quanto eu tô gostando de tudo isso.

"Menina, ce me inspira a escrever
A minha poesia mais foda eu to guardando pra você
Em meio à tanta guerra, teu sorriso é o refúgio
Abstinência da alma, da tua essência eu faço uso
Mil foto tua salva,  eu me apaixono memo fia
Ta tudo muito rápido, eu tinha que por na rima
Eu gosto dos teus gostos, se for ver é meio loca
E eu sou loco, nem aí, ocê me mata com essa boca
Ce deu conta e muito fácil de me despertar mil fita
Jabuka é feia mas ce deixa a city muito mais bonita
E se tu chama, eu nem penso e só corro
Pros dias q só escuto o que não quero a tua voz é o socorro
Olhar demais pra você, ja aciona o alarme
Eu tenho tantos planos, só falta ce dá start
E não é papo de melosidade tipo retart
Essas linha é tudo minha, mas foi você que deu o charme
Você é foda! E o meu amor é todo seu
Essa letra fui eu que fiz, a minha alma que escreveu
O que eu tenho pra falar não vai acabar agora fia
Aliás, ce me matou de saudade nos últimos dias
Estranho falar disso sendo q nunca tivemo perto
Mas eu te sinto tão aqui que eu ja sei que tô certo
Eu não vou te negar que eu quero o contato físico
O mais importante ja é nosso, se chama contato místico
Vem pra cá qualquer dia, que te apresento a minha família
A minha irmã vai te adorar, cê vai querer ter uma filha
E comigo (hahaha), nós vamo longe
Só a tua voz me dá a tranquilidade de um monge
E eu não sei a hora que eu ja posso terminar
Me encontrei no love song e tenho assunto pra rimar
Daqui pra onde for, ce me inspira até freestyle
Ce faz minha mente funcionar, solto até rima em braile
Com ela eu fecho tudo, uma mansão ou na favela
Meu coração ja tem nome
O nome dele é Rafaela"

Nenhum comentário:

Postar um comentário