quinta-feira, 26 de janeiro de 2017

Boa noite, estou passando pra contar um pouco sobre Capitólio, esse lugar maravilhoso no fundo da foto. Um dos poucos lugares onde a gente não precisa fazer esforço nenhum pra se sentir em paz. As águas são claras e calmas, e acima delas a paisagem é magnifica. É um daqueles lugares que deixa a gente mais leve, com mais gratidão e felicidade. 
Viajar é algo maravilhoso, e eu pretendo fazer muito isso, não vejo a hora de escolher o próximo destino. 
Assim como no dia da foto, meus dias estão sendo tranquilos também. Tenho conhecido pessoas novas, e ficado mais perto das pessoas antigas. No (novo) trabalho tudo tem ido bem também, eu até tava sentindo falta dessa correria. Falando em correria, não vejo a hora de começar as aulas, to morrendo de saudade da faculdade, dos amigos e tudo mais. Tenho saudade até de passar alguns fins de semanas estudando hahaha, pois é, eu juro!  A faculdade me fez uma pessoa melhor, e embora seja cansativo e trabalhoso, estudar Psicologia é um prazer. 
Em breve volto aqui pra falar um pouco de sentimento, to sentindo falta de falar sobre isso, e sobre algumas outras coisas também.
Até logo ♥

terça-feira, 17 de janeiro de 2017

Olá
 Estou passando somente pra contar que coisas ótimas tem acontecido por aqui e também preciso dar uma reforçada sobre querer estar distante de pessoas "ruins". Então vou começar pelas pessoas, sabe aquele assunto de 8 ou 80? Então! Eu não quero ter por perto pessoas que não trazem boas energias, e nem que sejam meio termo. Minha vida já ta cheia de pessoas meios termos. Eu sempre sou tão clara sobre o quanto não gosto de falsidade, e parece que ultimamente ela tem se aproximado tanto. Mas eu não vou deixar que isso aconteça. Não é de hoje que aprendi a não ter tanta dependência emocional pra me sentir bem, e eu adoro reforçar isso. Já sou madura o suficiente pra saber quando me afastar de pessoas e situações que ameaçam minha paz, minha autoestima, meu respeito e valores. Não é querendo desmerecer, mas né, tem gente que parece que gosta de aparecer só pra fazer uma média. Que vá à merda, a pessoa, os teatrinhos, a média, e tudo mais! Eu tenho tantas outras coisas pra poder me apegar e me preocupar agora. 
 Falando nessas outras coisas, eu começo a trabalhar amanhã (graças a Deus, porque não aguentava mais ficar atoa), e acho que tô pronta pra recomeçar a aprender e socializar outra vez. Já faz tanto tempo que eu não convivo em um ambiente empresarial, que dá aquele friozinho na barriga só de pensar em como vai ser. Mas estou concentrando todas as minhas energias nisso, e acredito que tudo dá certo quando nós realmente queremos. 
 Eu nem tinha feito planos pra 2017, porém tem varias coisas acontecendo, que estão modificando minha vida. Isso é bom, claro! Esse ano está começando de uma maneira ótima, e que assim continue até que ele termine. 
 Domingo de madrugada vou pra Capitólio, e estou mega ansiosa porque lá é um lugar maravilhoso, fico imaginando a paz que vou sentir quando estiver em cima daquelas pedras enormes, olhando pras cachoeiras lá em baixo. Vai ser lindo!
 Vou tentar voltar aqui antes de domingo, ou não. Tenho outras coisas pra escrever, então talvez eu volte antes. 
 Até lá quero que tudo continue em sintonia, como está agora. Estou enormemente grata por tudo que anda acontecendo

domingo, 15 de janeiro de 2017

Olá, tô passando pra contar um pouco sobre a noite sensacional que tive ontem. A intenção era ir na festa, e ver o Gabriel Elias (lindo ♥) de longe, porque fomos de pista, e o camarote ficava todinho na frente do palco. Quando cheguei fiquei tão tristinha, logo pensei "Droga, se soubesse teria comprado a porra do camarote!".
Mas,
a vida é maravilhosa, as pessoas são maravilhosas, é tudo maravilhoso! 
Assisti o show todo bem na frente do palco, de cara com o Gabriel Elias. E o melhor, quando terminou o show, consegui que me levassem onde ele tava. Quase morri do cooore. Que pessoa mais linda e gostosa desse mundo!
Foi incrível!
Além de tudo isso (que foi a melhor parte), conheci uma pessoinha apaixonante. 
Só tenho que agradecer pela noite maravilhosa, e por todas as pessoas que estavam ao meu redor. 
Foi lindo ♥
(...)
É o meu travesseiro
O meu ponto de paz
No mundo inteiro
Quem me faz rir a toa
O dono da vibe mais boa que tem
Meu amuleto da sorte
Que só me atrai o bem
Vem lá, o céu o teu sorriso e seu bem sei
()

segunda-feira, 9 de janeiro de 2017

Vim pra escrever sobre saudade. Mas não é uma saudade qualquer. Na verdade eu nem sei se dá pra dizer que é saudade, pois é algo gostoso de lembrar, mas eu não sinto falta. Acho que seria melhor dizer que vou falar sobre lembranças então!
Eu tenho tido algumas lembranças do meu ultimo relacionamento. Lembranças boas. Como do quanto eu me sentia conectada espiritualmente e mentalmente com outra pessoa, e de como foram gostosas as coisas que passamos juntos. Era um sentimento bem forte, e bem bonito. Quero deixar bem claro que não sinto falta, eu só gosto dessas lembranças. 
Acredito que não é porque não deu certo, que tenha sido algo tão ruim, e acredito também que não deu certo porque a vida reservou caminhos diferentes, e se tivéssemos seguido pelo mesmo caminho, talvez teríamos nos machucado ainda mais.
Voltando para as lembranças:
Me lembro de como me sentia confortável por estar perto de alguém que me fazia bem. Lembro de algumas situações também, como aquele feriado de Pascoa em que toda a minha família foi viajar, e nós vivemos alguns dias de casados, que por sinal foram bons. Lembro das conversas que tínhamos, sobre variados assuntos e variadas pessoas. Lembro da visita ao pequeno shopping de Bebedouro, onde conseguimos pegar ursinhos naquelas maquinas complicadas. 
Quem ler esse tipo de texto vai criar a convicta certeza de que eu sinto falta ou ainda amo a mesma pessoa. Mas não, é que só agora eu me sinto segura ao ter essas lembranças, principalmente por saber que elas não me machucam mais, e eu me sinto bem por saber reconhecer os momentos bacanas que eu tive na vida. E por mais que Ex seja passado, é um passado que foi extremamente necessário para que eu chegasse nesse presente, que eu gosto tanto. 
Eu agradeço por ter acontecido, agradeço por todos os momentos, e também agradeço por não ter dado certo, pois hoje nós dois estamos exatamente onde deveríamos estar.
Olá.
Estou escrevendo hoje porque ando sentindo uma vontade enorme de contar coisas sobre minha personalidade, meus defeitos, qualidades, certezas, etc. Não estou fazendo isso por baixa auto-estima, mas sim porque eu gosto de destacar meus pontos fortes e fracos, e me orgulhar por saber reconhecer minha personalidade de verdade. 
Esses dias eu tenho notado o quanto eu realmente mudei de alguns anos pra cá. Eu tenho me preocupado bem mais comigo, e hoje minhas prioridades são totalmente diferentes das antigas. Eu me orgulho bastante por estar me tornando a mulher que eu tanto batalho pra ser. 
Antigamente eu me importava bem mais com o que as outras pessoas diziam e sentiam, na verdade eu ainda me importo bastante, porém eu consigo por as coisas na balança e separar o que depende de mim, e o que não depende. Existem pessoas e situações que a gente não consegue controlar, e quanto mais tentamos ter controle, mais nos machucamos. E se tem algo que eu não quero, é me machucar, então eu me vejo disposta a abrir mão de muitas coisas, mesmo as que vão fazer falta. Nem tudo faz falta para sempre né?! As vezes a gente até se acostuma um pouco mais rápido com algumas ausências, e as vezes elas até causam mais alivio que falta.
Eu tenho um amigo (bem recente) que sempre faz questão de me lembrar o quanto eu "me acho" e faço isso com gosto. Ele não está errado, na verdade eu me venero toda vez que me olho no espelho. Eu amo meu sorriso, e acho que ele é uma das minha maiores virtudes. Não estou sendo egocêntrica, é que eu preciso me amar, não posso esperar que as pessoas façam isso por mim. E não é só questão de aparência, até porque isso é o menos importante. Eu amo também meu caráter, e acho muito difícil alguém que conheça de verdade, e não goste. Sou o tipo de pessoa que corre até o final por quem corre do meu lado. 
Eu gosto de intensidade, só que as verdadeiras. Gosto de sentir muito, mas apenas o que for recíproco. Odeio mentiras, ainda não sei lidar com elas.
Ta aí algo que sempre me tira do sério: A mentira. Eu não consigo entender, e nem aceitar mentiras. É como se eu fosse alérgica, e isso me fizesse um mal terrível. É nojento.
Eu tenho muitos defeitos, claro, mas consigo reconhece-los, e acredite, eu faço de tudo pra melhorar. 
Mesmo gostando muito de quem me tornei, é preciso buscar a melhora todos os dias. Nós sempre temos algo para aprender e para aperfeiçoar, mas pra que isso aconteça é preciso que saibamos reconhecer o que precisa ser melhorado.
Eu tinha preparado algumas coisas que queria escrever, mais acabei perdendo, acho que foi por conta das bebidas que andei tomando esses dias. Logo volto pra escrever mais sobre minhas manias e crenças, tenho muitas coisas pra falar. 
Até logo ♥