domingo, 1 de julho de 2018

Estar apaixonado é, em geral, maravilhoso. Principalmente quando sua paixão é correspondida na medida de suas expectativas.
No meu caso, estar apaixonada sempre foi uma dificuldade enorme, porque eu sempre me apaixono por pessoas "diferentes". Já descobri vários possíveis motivos pra essas situações. Já culpei meu inconsciente, já culpei minha empatia, meu excesso de humanidade, e a curiosidade. O problema é que por mais que eu saiba o motivo, eu não consigo mudar.

O fato é que eu acabo, no fim das contas, me machucando por mim e pela outra pessoa. É complicado se apaixonar por pessoas que têm dificuldades psicológicas. É muito difícil quando existe um transtorno entre você e a outra pessoa. As expectativas vão se frustrando uma a uma, mas você precisa ser compreensivo e lembrar que a pessoa vive uma situação complicada. É difícil receber respostas que você jamais esperaria, e ter que encara-las como uma pessoa racional, sem se deixar ferir. Você precisa se doar pra outra pessoa, e se doar pra si mesmo, pra compensar o que ela não pode fazer. O mais complicado disso é que em nenhum momento a pessoa te pediu ajuda, mas você se sujeitou a isso, por que se preocupa, porque gosta, e porque se sujeitaria mesmo se fosse qualquer outra pessoa ao seu redor.

O problema é quando passa de problemas psicológicos pra falta de maturidade, e gente não consegue distinguir o que realmente está acontecendo.  Eu não me culpo por acreditar em pessoas que não sabem o que querem. Eu sempre dou meu melhor em todas as relações superficiais que tenho. É claro que se eu soubesse que seriam relações superficiais eu não daria o meu melhor e nem outra porra nenhuma. Eu ainda acho muito difícil saber quando você tá caindo num relacionamento ruim, enquanto tudo está indo bem. As pessoas mentem muito bem hoje em dia, e não só pra outras pessoas. Elas mentem pra si mesmo a ponto de fazer todos ao redor acreditar em suas mentiras. 

Apesar da frustração eu compreendo que fiz tudo o que pude fazer, e que eu devo sentir somente pena desse tipo de pessoa. 

quarta-feira, 27 de junho de 2018

Bom, como faz tempo que não escrevo, vou tentar pontuar todas as coisas que andam acontecendo por aqui.

Graças ao bom Deus eu já entrei de férias da faculdade, com todas as matérias fechadas com muito sucesso. Eu já não aguentava mais! No dia da minha ultima prova eu só conseguia chorar de tão esgotada que tava, mas acabou dando tudo certo. Esse semestre foi bem corrido e com prazos curtos, e eu espero que no próximo semestre as coisas sejam mais calmas apesar das matérias fudidas que eu já sei que vou ter. Então dessa área da minha vida eu estou desconectada por um tempo. Amém.

E como estou de férias da faculdade eu passo a semana toda fazendo o seguinte ciclo: 
Casa -> Trabalho / Trabalho -> Casa. 
Eu tenho trabalhado bastante esses últimos dias. 
Depois que houve a mudança do meu superior, eu tenho assumido novas funções e novas responsabilidades. Eu gostei dessa parte porque antes eu me sentia 100% inútil no meu setor. 
Porém, depois dessas mudanças, eu passei a ter muitas dificuldades também. 
Ser estagiário é um negocio bem complicado: não temos autonomia pra decidir nada, mas se há algo de errado, podemos ser considerados totalmente irresponsáveis e incompetentes. Mas meu maior problema nem é em relação às atividades que tenho que desenvolver, e sim em relação a pessoa que eu tenho que lidar e conviver diariamente. É muito difícil tentar conviver com pessoas que não demonstram empatia, que são arrogantes, com ar de superior, e grosseiras. Esses últimos dias têm sido muito difíceis pra mim, digamos que de 5 dias eu choro 3. E o pior é que eu não vejo muito o que fazer. 
Essa situação só me mostra o quanto o ambiente empresarial é conflituoso e contém péssimas pessoas. As pessoas são muito fúteis e falsas. Eu fico extremamente chocada! 
Meu superior já conversou comigo sobre uma possível efetivação no termino do meu contrato, mas... eu já não sei se isso vai ser realmente bom pra mim. Na verdade o único motivo pelo qual eu quero ser efetivada, é pra ter condições financeiras de terminar a faculdade. 
Enfim, eu tô tentando respirar fundo e manter minha saúde psicológica diariamente. 
Um dia de cada vez.

Semana passada foi uma das minhas ultimas consultas com a psicóloga. Ela comentou sobre meu processo de evolução, e o quanto eu desenvolvi minha inteligencia emocional, e o controle da ansiedade. Como nesses últimos dias minha vida tinha ficado mais estável, decidimos que a próxima consulta será só no ultimo dia do mês de Julho, e depois dela teremos a ultima. 
Esse tempo de terapia foi maravilhoso. É realmente bom ter alguém com quem conversar, que não vai te julgar, e ainda vai falar umas verdades bem doloridas na sua cara. 
Eu sou totalmente grata por essa experiencia.

Aqui em casa as coisas estão meio complicadas. 
Meu pai ficou um tempo sem conseguir trabalho e as coisas ficaram um pouco apertadas. Pra ajudar na dificuldade financeira, meus pais estão brigando quase toda semana e hoje faz cinco dias que eles não trocam uma palavra. 
Isso corrói meu coração. 
Eu tenho certeza absoluta que tudo vai ficar bem, e que logo eles voltarão a ter uma relação normal. Eu não aguentaria se acontecesse o contrário. 
Com minhas irmãs tá tudo bem. 
Nossa relação passa de circo pra guerra, e sempre acaba em amor. 
Minha alegria de todos os dias é ter elas pra poder dividir tudo o que eu sinto. 
Nós nos entendemos do nosso jeito. 
Eu sou extremamente grata por tê-las aqui comigo.

Meus melhores amigos estão cada vez mais distante. Meu melhor amigo está oficialmente namorando e a gente não conversa com taaaanta frequência. No começo eu fiquei com muito receio dessa situação, principalmente porque sempre dizem que sou possessiva e controladora, mas procurei ser empática e enxergar o quanto ele ficou feliz. E se ele ficou feliz, eu também deveria ficar, afinal eu desejo a ele toda felicidade do mundo. 


E assim o baile da minha vida vai seguindo...
As vezes parece que sou ótima em conduzir os passos, e as vezes parece que vou errar o passo e estragar o espetáculo inteiro.
O importante é conseguir respirar fundo e com calma, olhar em minha volta e ver que existem pessoas que estão sempre me dando apoio, e torcendo por mim. 

quinta-feira, 24 de maio de 2018

Esses dias eu fiz um "teste" na internet, e eu fiquei impactada com o resultado. Eu nunca fiz um teste que me revelasse tão bem!
O legal é que vários amigos também fizeram esse teste, e o resultado foi muito preciso. Descreveu cada um, como se fosse um manual da vida da pessoa.

Meu resultado foi número 9, e eu sou totalmente de acordo com tudo o que li. 


https://aparecidaliberato.com.br/calculos/


Bom, hoje eu quis aparecer aqui por um motivo.

Eu queria poder abrir sua cabeça, e colocar dentro dela tudo o que eu sinto e vejo, de uma forma bem direta e clara. Queria te fazer perceber seu potencial, sua inteligência, seu afeto. 
Antes de qualquer ideia de apego, eu queria te mostrar o quanto a vida é bonita quando nós temos pessoas que amamos ao nosso redor. Queria te fazer entender que os motivos pra continuar vivendo são infinitos e, muito simples. 
Eu entendo muito (teoricamente) esse sentimento ruim que te consome, e é por isso que minha maior vontade é te mostrar que a vida tem outro lado. Sei que tem dias que conseguir levantar da cama é muito complicado, e que o dia pode demorar bem mais que 24 horas pra terminar. Eu sei também que você tem seus motivos, suas experiências e seus segredos, e por isso eu não julgo qualquer desculpa que você queira me dar. Aquele dia eu fiquei bolada, mas além de ficar bolada, eu fiquei muito preocupada por que eu sabia que você tinha um motivo pra se comportar de tal forma. 

Tá tudo bem...

Depois de conseguir te mostrar a si próprio, com um olhar diferente, eu poderia pensar em te ensinar a crescer, e crescer junto com você. Mas esse papo é meio longe.

Eu costumo me importar muito com as pessoas que estão ao meu redor e quando te conheci, percebi que você não é um caso perdido. 

Eu apostaria em você de olhos fechados. 

Mas antes, você precisa confiar em si mesmo, pra que outras pessoas também possam confiar.

Quando fiquei sabendo das suas tentativas contra a vida, a vontade de me manter por perto só aumentou. Eu não sei porque isso acontece, mas eu não consigo ver alguém doente, e nem tentar ajudar. 

Independente do que for acontecer, é importante que eu me lembre que tive a oportunidade de te ajudar, e tentei. Eu torço por você, tanto quanto torço por mim. Talvez até como torço por nós...


"Seu beijo foi surpresa, apesar das expectativas eu não imaginaria que seria tão bom."


terça-feira, 1 de maio de 2018

"Você se apaixonou pelas minhas flores,
mas não pelas minhas raízes.
Então quando o outono chegou, 
você não soube o que fazer."

M.W.

Diomedes Chinaski part. Bivolt - Olhos Negros

Um música que todos os seres do mundo precisam ouvir:




Bom, faz tanto tempo que não escrevo que eu nem sei por onde começar...
Desde a ultima vez que escrevi, bastante coisa mudou. 

No meu trabalho as mudanças foram tipo, de 0 a 100; 
Desligamentos, novos coordenadores, novas tarefas e funções, até morte teve. 
Eu comecei a fazer um horário diferente do que eu fazia. Agora eu acordo as 05:00 da manhã, e passo em média cinco horas na faculdade esperando o horário de aula. É bem complicado, mas isso aconteceu por um bom motivo (eu espero), porque eu assumi novas funções no Rh e isso pode ser bom no termino do meu contrato. 
No final da safra, que foi há umas três ou quatro semanas atrás, um ex-funcionário cometeu suicídio, e por menores que fossem os laços que eu tinha com ele, eu fiquei muito chateada.

Na faculdade as coisas estão como sempre: trabalhos, relatórios, seminários e eu chorando e ficando louca. 
Finalmente escolhemos a empresa da formatura, e começamos a pagar mês passado. Isso me trouxe algumas dificuldade financeiras, mas vai dar tudo certo.

Falando em dificuldade financeira, há algumas semanas atrás eu passei por uma crise de desespero e choro por conta disso. Mas não necessariamente por problema financeiro, e sim por precisar da ajuda dos meus pais pra algumas coisas, o que eu deveria achar normal porque eles são meus pais. Maaaaas, pra uma pessoa que consegue se manter sozinha e ser independente financeiramente desde os 16 anos, minha crise ficou dentro das expectativas. Até que uma noite cheguei chorando da faculdade e dei de cara com meu pai, aí já viu né! Todo aquele papo que os pais sempre falam...
Mas depois disso fiquei me sentindo melhor. Agora preciso me acostumar com isso.

A minha vida social ta quase a mesma coisa...
Eu cansei das pessoas que eu tava saindo, e esse fim de semana decidi que não vou mais sair com essas pessoas. 
Cada um tem suas preferencias né. 
Eu tava saindo com gente que não curte nem as mesmas músicas que eu! Não têm quase nada em comum, e o pior é que os assuntos não me agradam. Então eu prefiro ficar em casa até conhecer pessoas novas, ou ir pra Monte Alto, nos rolê dos meninos que são mais da minha vibe. 

quarta-feira, 21 de março de 2018

Você,

Encostado com as costas no meu peito

                                 E eu beijando teu pescoço.


Enquanto tudo fora do carro, parecia fosco.

E o brilho, 
                  Tava nos meus olhos.


P.R.
"Eu pareço estranha, com meu jeito grosso e bipolaridade intensa. A minha troca de humor. O meu jeito de demonstrar amor, a bagunça que eu sou. A minha anormalidade, o caráter e personalidade.
Você deve me achar estranha. Eu faço birra do nada, e sem ao menos saber porque. Apenas faço e acabou. Você diz que está errado... quando eu brigo sem motivo, me arrependo e peço desculpas. O clima quente quando ficamos, o calor de apenas um beijo teu, o tesão, o prazer. E os "eu sou tua", e você diz "sou teu". 
Só nós dois nos entendemos."

(readaptação do texto de Luan FH)
Ha algumas semanas atrás eu comecei a perceber que por mais que nos dediquemos e nos esforçamos pra agradar as pessoas que queremos por perto, é em vão!
Eu parei pra perceber o quanto as pessoas reclamavam e me criticavam por eu não ser o tipo de amiga entusiasmada, 100% atenciosa e dedicada que elas queriam que eu fosse.
A maioria dos nossos "amigos" nos procuram quando querem se distrair, ou se divertir. Apenas.
As pessoas costumam te procurar quando elas precisam de algo, ou de atenção.
Então eu percebi que de nada adiantava eu tentar agradar a todos, porque quem realmente está do meu lado em todos os momentos, nunca fez questão de que eu mande mensagem o dia todo pra puxar assunto, e nem que eu frequente os rolês todo fim de semana.
Resolvi abrir mão do meu esforço (sim, pra mim era um esforço não ser eu integralmente) e ser justa comigo mesma.
Parei de postar a quantidade de status que eu postava loucamente todos os dias, (que sempre são pra alguém, ou pra afirmar algo pra alguém, ou pra que alguém veja e afirme algo que queremos ouvir) e desinstalei o aplicativo do Facebook do meu celular (porque isso consome nosso tempo de uma tal maneira, que quase ninguém tem noção).
É costume de qualquer pessoa abrir as redes sociais de 3 em 3 minutos pra dar uma "olhadinha", e quando percebemos já se passaram uns 30 minutos ou mais. 
Outro lado bom que vi nisso é que não vou precisar ver coisas e pessoas que não me fazem bem.

Se desapegar das redes sociais e se tornar independente da aprovação dos outros é algo fundamental para sermos mais justos e verdadeiros com nós mesmos.

sábado, 24 de fevereiro de 2018

 Bom, faz muito tempo que não apareço por aqui, mas não é porque andei ocupada demais, e sim porque muitas coisas estão acontecendo, e na maioria das vezes eu acabo me perdendo em mim mesma, e esquecendo do restante. 
Eu não deveria ter parado de escrever, pois, acho um pouco perceptível a diferença que isso faz dentro de mim. 
 Tudo tem sido confuso, de modo que em um só dia meus sentimentos vão de zero a mil sem que eu consiga entender. 
 Tem acontecido muitas coisas, e muitas coisas tem mudado também. Algumas coisas que deveriam, não estão acontecendo e, algumas coisas acontecem e eu não faço ideia do porquê. 
 Eu comecei a fazer terapia e em algumas sessões eu só pude concluir que minhas reflexões tem aumentado cada vez mais. Mas não significa que isso seja bom porque quando você tem uma cabeça que funciona a milhão durante 24 horas por dia, a unica coisa que você realmente deseja é se sentir em paz, e não mais reflexiva. O lado bom é que eu tenho uma outra pessoa que me ouve, e me faz refletir de modo sensato, sem nenhum julgamento. 
 Eu não penso em parar.

 O que mais tem me perturbado nesses últimos dias é uma tentativa falha de relacionamento, que ainda não morreu por completo, mas parece estar em estado vegetativo, me lançando apenas alguns pequenos sinais de vida as vezes. E isso não faz com que eu me sinta bem porque, mesmo que eu acredite que não exista certo e errado, eu sempre acabo me sentindo culpada por decisões e escolhas que não são minhas. Eu sei que o caminho é saber que eu não devo depender dos outros pra me sentir bem, 
MAS CARALHO,
é complicado se jogar num relacionamento que você mal sabe que existe. É como entrar numa floresta escura a procura de um tesouro. Você sente medo, não sabe o que vai acontecer, e nem o que está buscando, e vai juntando machucados pelo caminho até esperar que algo aconteça. Eu só queria que as pessoas fossem claras.

 Eu preciso, preciso mesmo me esforçar pra não me preocupar tanto com isso, e descartar esses sentimentos que não agregam em nada. O problema é que quando eu não me sinto em sofrimento, sinto que estou fazendo a outra pessoa sofrer, e mesmo que não seja real, é uma culpa que não sai de mim.

 O caminho da solução é acreditar que não é isso que eu quero. 
 Eu quero descartar sentimentos ruins, e dar foco aos meus objetivos.

segunda-feira, 1 de janeiro de 2018

01-01-2018

A comemoração de ano novo já não tem mais o mesmo significado pra mim, pois, é apenas uma mudança de calendário (que o homem inventou), onde as pessoas usam disso para tentar compensar no próximo ano, suas próprias falhas do ano anterior. 
Não estou sendo mimimi e nem pessimista. Eu também tenho a cultura de criar novas metas e novos objetivos com a entrada de cada ano. E estou aqui exatamente pra falar sobre elas.

Eu espero que esses novos 365 dias que começam a partir de hoje sejam, não só pra mim, dias claros e iluminados dentro de cada ser desse planeta, e que as pessoas possam demonstrar e aproveitar melhor o sentimento guia de toda humanidade, que é o amor. Espero que diminuam-se as brigas e maldades, e que cada pessoa do mundo possa se sentir amada como deveria.

Em relação a bens materiais, eu desejo somente que eles não interfiram nos sentimentos, e na sinceridade das relações.

Que todo coração cultive a paz em cada um desses 365 dias, dando importância aos sentimentos e valores que realmente merecem importância.

sábado, 25 de novembro de 2017

Bom, pra começar já quero esclarecer que é minha ultima semana de aula, fim de semestre e semana de prova e de entrega de trabalhos. Quero fazer um desabafo sobre as pessoas que brigaram comigo, porque "cansaram" de me chamar pra sair, e eu não ter tempo pra elas.

MANO VAI TOMAR NO CÚ!

Esses menino acha que eu vou deixar de descansar, estudar e fazer trabalho, pra sair com eles. Parece que é a ultima oportunidade na vida, ou que namoram comigo a uns dois anos, pela cobrança e pressão enorme que fazem.
A pessoa simplesmente me julga e julga toda minha vida, só porque eu passo alguns fins de semana estudando.

É muito fácil julgar uma vida quando a gente tá do lado de fora dela. 
Enquanto eu tiver vontade, vou sim passar fins de semanas estudando e fazendo trabalhos, e recusando vários convites.
Eu venho de uma família muito simples, meu pai não fez o ensino médio, minha mãe tá fazendo agora. Nenhum dos meus tios e tias fizeram faculdade. Eu sou extremamente grata por conseguir chegar até aqui, e na minha vida isso tem muita importância, bem mais do que um role abraçadinho com um boy que nunca precisou fazer cola com água e farinha, nem ouviu aos pessoas ao redor falando que ele nunca ia conseguir ser nada na vida.
Ainda quando é alguém que tá sempre presente, que super participa da minha vida, eu até peço desculpas e faço um esforço. Mas são pessoas que aparecem do nada, querendo tudo!
Eu fico triste pelas pessoas que se afastam de mim por esse motivo, mas não deixo de ser sincera do quanto eu não queria que isso acontecesse. Porém, nem por isso vou deixar que digam o que bem entenderem sobre uma vida da qual eles não têm 30% de participação.

É importantíssimo lembrar que cada um de nós temos uma importância extrema na vida de alguém, e é muito válido demonstrar diariamente o quanto as pessoas são importantes pra você. As vezes algumas mensagens, uma ligação, uma lembrança, um abraço, são coisas que podem mudar o dia de alguém que tem passado por dificuldades.

Falar sobre suicídio é importante, mas cada um fazer a sua parte através de atitudes, empatia e amor, pode fazer a diferença na vida de muitas pessoas.
🎗
 Hoje eu só queria deixar registrado minha indignação com a raça hétero masculina. 

 Mano, tem hora que é até impossível de acreditar o quanto os homens são escrotos. Tudo bem ter um lado mais difícil por conta do ambiente familiar e criação, até porque isso é algo que pode ser trabalhado quando a pessoa quer melhorar. Mas a maioria dos caras estão indo de mal a pior.
 E eu não to falando isso porque levei um pé, ou um chifre de alguém (até pq vida amorosa eu to brecando), eu to falando isso por conta de tudo que observo ao meu redor.
 Um dia desses eu fui em um barzinho com uma galera, bebemos horrores e nos divertimos muitos. Quando fomos ao caixa pagar a comanda, alguns dos meus amigos eram colegas do dono do bar, que estava no caixa. O cara foi o miss simpatia do local, zuando com todo mundo, e daí começou a me cantar. Até aí tudo bem, porque sou solteira, e ele também parecia ser, pelas coisas que falava. O cara falou várias besteiras, todos nós falamos, e eu só consegui sair do caixa depois de deixar o numero do meu celular com ele. Alguns dias depois recebi uma mensagem do dito cujo, e quando abri a foto do perfil do whatsapp do cara, na foto ele estava ao lado da MULHER dele. Depois de mais alguns dias ele me mandou uma solicitação de amizade no Facebook, e na foto de perfil o cara tava com a FILHA no colo. É claro que não aceitei e nem respondi a mensagens, mas só consegui ficar imaginando, como um ser humano casado e pai, tem coragem de pagar de solteiro dessa forma?! Chega a dar nojo.
 Semana passada cheguei na faculdade, minha amiga foi logo contando "um cara do curso de agronomia tava me cantando horrores pelo face hoje, aí entrei no perfil dele, e vi que ele tem namorada!" (primeira indignação da noite).
 Mais tarde estávamos na biblioteca quando chegou uma mulher, e começou a nos contar sobre o casamento dela que estava marcado, e do quanto ela esperou a vida inteira por aquele momento. A guria contou que a oito anos atras já tinha escolhido a maior parte da decoração que queria no casamento, e das lembrancinhas que ela mesma estava fazendo. Assim que saímos da biblioteca minha amiga foi logo falando "lembra do cara que eu disse que tinha me cantado? Então, é o namorado dela!"
 Eu sei que esse tipo de coisa acontece pra caralho, e que muitas mulheres também fazem isso, mas cada vez fico mais indignada com o tanto de macho escroto que canta a mulherada e mais tarde anda de mãozinha dada com a namorada! É o tipo de ser humano extremamente superficial que se acha bem esperto, mas na verdade é bem burrinho, porque além de atrasar a própria vida, atrasa a vida de outra pessoa também.

domingo, 22 de outubro de 2017



Boa noite, com a mudança de rotina e tudo mais, meu tempo pra tudo diminuiu, inclusive para escrever. Mas isso não significa que eu vá parar.

Bom, depois que voltei pra casa as coisas melhoraram bastante aqui dentro, eu fico o dia todo fora de casa, mas acordo as seis da manhã com a maior disposição do mundo, e vou dormir com o melhor sentimento que alguém pode ter, a gratidão.

Não exito em dizer que estou bem.

No trabalho as coisas estão boas, posso dizer que venho me surpreendendo com minha melhora na comunicação com as pessoas. Quanto a faculdade, me sinto grata por todas as notas boas, e por todas as médias do primeiro bimestre. Amanhã (23\10) começa a Semana Integrada. O prédio fica aberto para a visita de todos nos períodos da manhã e da noite. Os alunos farão exposições de temas relacionados com seus cursos, e eu faço parte do grupo de "Amor, Sexo e Psicologia", e nós vamos falar sobre os benefícios do sexo, da masturbação, o uso correto do preservativo, DST e outras coisas do tipo. Vai ser uma semana de ótimas experiências, assim como no ano passado.

Nessas ultimas semanas aconteceram algumas coisas que me surpreenderam. Primeiro, o carinha escroto da faculdade me deu um "Oi, Rafaela" com um tom de cobrança, como se nada tivesse acontecido! (acho que não contei que o fofo deu uma de escroto pq ficou sabendo que eu fiquei com um cara que é coleguinha dele, e pior, falou super mal do colega, e depois foi apertar a mão do mesmo no rolê). Mas Ok! Baile seguido com sucesso. Agora, algo que me surpreendeu em um bom sentido, foi um lance inesperado, com uma pessoa que eu tenho amizade a mais de quatro anos. Não vou contar sobre isso aqui porque acho que ainda vão acontecer outras coisas boas, e isso merece um texto especial.


Espero voltar logo. Meu bloco de notas está cheio de textos que precisam ser postados, e eu preciso contar muito sobre minhas mudanças.

Eu sempre fico pasmada com a conexão incrivel que a gente tem, nós pensamos a mesmas coisas, temos as mesmas ideias, sentimos os mesmos sentimentos. Elas estão entre as coisas mais importantes da minha vida. É como se elas fossem uma parte de mim. Uma parte que eu tento manter longe das dores e das frustrações, e proteger como se fosse a porcelana mais valiosa desse universo.
Hoje os sonhos delas, são meus sonhos. As dores delas, são as minhas dores. E a felicidade delas tambem é a minha felicidade. 
Se eu pudesse descrever o amor, essa seria uma das formas como eu o descreveria: sentimento de irmã(os). 

"Eu demorei de 7 a 8 meses pra perceber que: ir contra a minha vontade não é ser forte, é ir contra a minha própria saúde mental. Demorei pra perceber que duas horas a mais na cama, não disfarçam a tristeza de dormir sozinha. Demorei pra perceber que essa luta não era minha, e nem era tempo de acontecer. Demorei pra notar que quando nos sentimos seguros e em paz, não importa que o caminho seja bem mais longo.
Entre 7 e 8 meses eu aprendi muitas coisas que me fizeram crescer, e saber dar mais valor em tudo ao meu redor. Porém, muitas outras coisas eu aprendi pela dor. 
Percebi que não preciso adiantar esse processo que naturalmente vai continuar acontecendo. E que preciso estar perto das pessoas que amo, enquanto as tenho perto de mim. 
E não importa o quanto vai ser corrido ou cansativo, pois serei a pessoa mais grata do mundo quando eu abrir a porta e dizer: "mãe, cheguei. Deixou um prato pra mim no microondas?... Boa noite".

5 de outubro de 2017"

quinta-feira, 28 de setembro de 2017

Bom, não tenho tantas coisas pra contar... 
Minhas provas começaram e eu espero ir tão bem em todas elas como fui na primeira (tirei 9,75 de 10). Hoje mesmo fiz uma fudendo prova chata do caralho, e sigo pedindo a São Tomás de Aquino HAHAHAHA pra que tenha dado tudo certo. 
No trabalho algumas coisas estão mudando e ainda irão mudar. Prefiro guardar comigo até que as coisas estejam quase certas.
Do resto, continuo seguindo o baile com sucesso. 
Ah, esses dias aconteceu uma coisa inusitada, até achei que eu tava vivendo num filme adolescente auhsuhsuashuash. Um boy escroto que ficou bolado por ficar sabendo que eu beijei o coleguinha dele, e pior, super diminuiu o coleguinha por trás, e continua apertando a mão dele no rolê! 
As vezes acontece umas coisas comigo que eu fico tentando descobrir o que eu fiz de errado pra merecer.

Domingo é meu aniversário. 21 anos.
Como eu me sinto?
(zzzzzzzzzz)

Me sinto indiferente, e ao mesmo tempo com medo. Sim eu sou o tipo de pessoa que faz tudo certo no quesito crescer, mas sempre acho que vou fazer tudo errado. Não tô ansiosa pra ficar velha. Isso me assusta. Mas é vivendo um dia de cada vez que eu consigo manter a calma pra ir continuando.